CORREGEDOR DO CNJ ENFATIZA IMPORTÂNCIA DA JMU

Corregedor do CNJ enfatiza importância da Justiça Militar da União “O CNJ precisa da Justiça Militar e o Brasil também precisa de vocês”. A afirmação do ministro do STJ e corregedor nacional de justiça, Gilson Dipp, durante palestra de encerramento do VII Encontro de Magistrados da JMU, resumiu a importância da atuação da instituição na história do país. Em sua fala, o ministro Dipp ressaltou o amadurecimento da parceria entre o Conselho Nacional de Justiça e os membros da Justiça Militar da União. Para o ministro, “nunca houve tanta aproximação entre a JMU e o CNJ. A Justiça Militar está em perfeita consonância com o Conselho, dando visibilidade e transparência ao seu trabalho”, declarou o ministro Dipp. Um ponto bastante enfocado pelo corregedor foi o resgate da credibilidade do Poder Judiciário. “Precisamos prestar contas à sociedade, pois todo poder emana do povo direta ou indiretamente. A sociedade nos pede agilidade, transparência, eficiência e planejamento em nossa atuação.” Nesse sentido, o magistrado falou da importância desta Justiça Especializada divulgar o seu trabalho e do “fim do estigma de que a Justiça Militar é uma justiça isolada ou que ela não faz parte do Poder Judiciário.” Metas - Ao final da palestra, o presidente do STM, ministro Carlos Alberto Marques Soares, falou sobre o trabalho dos magistrados na busca de excelência da prestação jurisdicional. O ministro apresentou dados estatísticos sobre os julgados da primeira instância e ressaltou que “a JMU tem apenas dez processos em todo o Brasil para alcançar o cumprimento da Meta 2 do CNJ”. O presidente do STM falou também de seu sonho de criar presídios militares em cada circunscrição do país e sobre outras metas apontadas pelo CNJ. O VII Encontro dos Magistrados da Justiça Militar da União, promovido pelo Superior Tribunal Militar, foi coordenado pelo gabinete do ministro Olympio Pereira da Silva Junior e terminou no dia 24 de setembro. Fonte: Site do Superior Tribunal Militar

Sobre o Autor: JORGE CESAR DE ASSIS

Advogado inscrito na OAB-PR. Integrou o Ministério Público Militar da União de 1999-2016. Integrou o Ministério Público paranaense de 1995-1999. Oficial da Reserva não Remunerada da Polícia Militar do Paraná. Sócio Fundador da Associação Internacional das Justiças Militares. Membro Correspondente da Academia Mineira de Direito Militar. Coordenador da Biblioteca de Estudos de Direito Militar da Editora Juruá.