DR. ROTH PARTICIPA DE OBRA SOBRE DIREITOS HUMANOS

Artigo do Magistrado Ronaldo João Roth: "A Justiça Militar, as Instituições Militares, os Militares e a Promoção dos Direitos Humanos". Participando da obra coletiva “Estudos e Debates em Direitos Humanos”, Letras Jurídicas, S.Paulo/SP, 2012, Vol. II, sob Coordenação do Prof. Dr. Vladmir Oliveira da Silveira, recentemente lançada no mês de dezembro na PUC/SP, o Juiz de Direito da Justiça Militar do Estado de São Paulo, Ronaldo João Roth, ao lado de alunos do Mestrado da FADISP e de professores da UNINOVE, totalizando quatorze autores, produziram uma significativa discussão sobre temas em direitos humanos. Assim, o Juiz Ronaldo João Roth, nas palavras do Coordenador da obra, apresentou o tema: “A justiça militar, as instituições militares e a promoção dos direitos humanos”, enfatizando a importância da Justiça Militar para garantia e respeito à dignidade humana e, por conseguinte, sua atuação como órgão de defesa dos direitos humanos.” O artigo apresentado pelo Magistrado Roth nessa obra de “Estudos e Debates em Direitos Humanos” muito contribui para esclarecer e desmistificar o verdadeiro papel da área militar – tanto no Poder Executivo (Forças Armadas e as Polícias Militares e os Corpos de Bombeiros Militares) como no Poder Judiciário (Justiça Castrense) -, na promoção e proteção dos direitos humanos, afastando, assim, os preconceitos e distorções existentes por parte de alguns estudiosos da matéria. Por fim, o Magistrado Roth destaca nesse trabalho que o surgimento da Justiça Militar no Brasil já foi uma realização naquela área quando do marco da vinda da Família Real Portuguesa para o Brasil, e a abordagem do entrelaçamento das atividades militares e os direitos humanos, além do fato de defender que não se pode prescindir da atividade militar para a consecução desses direitos para o homem.

Sobre o Autor: JORGE CESAR DE ASSIS

Advogado inscrito na OAB-PR. Integrou o Ministério Público Militar da União de 1999-2016. Integrou o Ministério Público paranaense de 1995-1999. Oficial da Reserva não Remunerada da Polícia Militar do Paraná. Sócio Fundador da Associação Internacional das Justiças Militares. Membro Correspondente da Academia Mineira de Direito Militar. Coordenador da Biblioteca de Estudos de Direito Militar da Editora Juruá.