CADETES DA PM DO PARANÁ RECEBEM ESPADIM TIRADENTES

Cadetes da Academia Policial Militar do Guatupê recebem Espadim Tiradentes - 08/08/2008 16:33:07 Alunos do primeiro ano do Curso de Formação de Oficiais da Academia Policial Militar do Guatupê (APMG) receberam, nesta sexta-feira (8), o Espadim Tiradentes, arma símbolo do cadete. A solenidade de entrega faz parte das comemorações do aniversário de 154 anos da Polícia Militar. “O espadim sinaliza o potencial que estes jovens têm de se tornarem futuros oficiais da Polícia Militar, prontos a defender a sociedade”, afirmou o coronel Anselmo José de Oliveira, comandante-geral da Polícia Militar. Dos 80 cadetes, 29 são policiais militares e 51 são bombeiros militares. Os cadetes, que em dois anos e meio saem da APMG, fizeram a entrada solene sob os olhares curiosos dos convidados. Muitos já têm familiares militares, outros deixaram de ser civis há poucos meses e começam agora a educação militar. Mesmo quem já conhece o ritmo militar fica ansioso. Esse é o caso da cadete Carla Adriana Prado Spak, do Corpo de Bombeiros. Ela, que ingressou como soldado na primeira turma de mulheres nos bombeiros, fez o vestibular para o Curso de Formação de Oficiais. “Eu me realizo aqui”, afirmou, contando também que a data coincidiu com o casamento que já estava marcado e foi adiado. O noivo, o soldado da Polícia Militar Josimar Sobol, foi o padrinho de Spak. São os padrinhos – familiares ou pessoas escolhidas pelos cadetes – que fazem a entrega do Espadim Tiradentes. A arma símbolo do cadete é feita de aço, ouro e marfim, e tem na lâmina a inscrição em latim “prolege vigilanda”, que significa “vigilância da lei”. Ao falar sobre a importância desta solenidade para a vida de cada um dos 80 cadetes, o comandante da APMG, coronel Joacyr José da Silva, lembrou que a responsabilidade dobra. “Aqui estes jovens são lapidados para sair às ruas e exercer cargos de comando. A qualificação para servir à sociedade começa aqui”, disse Joacyr.

Galeria da Notícia

Sobre o Autor: JORGE CESAR DE ASSIS

Advogado inscrito na OAB-PR. Integrou o Ministério Público Militar da União de 1999-2016. Integrou o Ministério Público paranaense de 1995-1999. Oficial da Reserva não Remunerada da Polícia Militar do Paraná. Sócio Fundador da Associação Internacional das Justiças Militares. Membro Correspondente da Academia Mineira de Direito Militar. Coordenador da Biblioteca de Estudos de Direito Militar da Editora Juruá.